Essas são algumas das fotos que fiz para o projeto "Passeio: Arte na Pele", em exposição no site da Linha da Cultura do Metrô de São Paulo. As demais fotos do projeto podem ser vistas aqui.
Sobre o projeto:
"Passeio: arte na pele" é um projeto artístico de Louise Helène - maquiadora, atriz e artista plástica - em conjunto com Cleber Corrêa, fotógrafo. Tendo a pele do seu rosto como tela, Louise reproduz obras de arte já existentes ou criações próprias. O resultado é registrado em fotografia por Cleber, destacando a pintura. O projeto surgiu durante o período de isolamento social causado pela pandemia do Covid-19. Louise mora em São Paulo há 10 anos e trabalha na área artística desde então. O projeto nasceu da vontade de unir seu trabalho de maquiagem com artes plásticas. Sobre suas formação e interesses, ela conta: "Sempre amei artes plásticas. Estudei quando pequena durante 12 anos e cresci dentro de museus. Quando comecei a trabalhar como maquiadora, me fazia muita falta não conseguir unir essas duas paixões. A quarentena me trouxe tempo para experimentar e brincar com todas essas vontades e possibilidades existentes dentro de mim. Voltei a me debruçar sobre os livros de pintura e de história da arte e comecei a usar o meu rosto como tela para reproduzir obras inspiradas em artistas que sempre admirei. Por sorte, Cleber é fotografo. Começamos juntos a criar uma estética que potencializasse o nosso trabalho. Já fizemos ao longo desses 5 meses mais de 30 artistas, tanto nacionais quanto internacionais. Algumas dessas criações são de minha autoria. Me encontrei pintando pessoas e me pintando. Sinto que agora estou absolutamente conectada com o que de fato vim fazer no mundo".
No Instagram, Louise é @louisehelene_. Ela também é criadora, junto com o fotógrafo Sérgio Santoian (@s_santoian no Instagram), do #feitotatuagem, projeto em que vários artistas convidados escolhem uma palavra que é então escrita, com uma caligrafia própria de Louise, no rosto e no corpo. O resultado dessa intervenção é retratado por Sérgio.
Cleber Corrêa nasceu em Porto Alegre e mora em São Paulo desde 2016. Veio para a capital paulista para cursar o doutorado em filosofia na USP. Em meio à redação de uma tese sobre a filosofia do Círculo de Viena, e durante a quarentena imposta pela pandemia, se descobriu fotógrafo. Gosta de retratar pessoas. Está no Instagram como @clebercor.studio, onde publica algumas de suas fotos.
Back to Top